Projeto completo: Pequenos cientistas para Educação Infantil


Veja outros projetos aqui do Blog

Projeto Cozinha Experimental para Educação Infantil

CENTRO DE EDUCAÇÃO INFANTIL ____________________

JUSTIFICATIVA:
A criança é curiosa por natureza, gosta de descobrir, explorar espaços; sente-se atraída
pela novidade, está sempre em busca de novas experiências e sensações. De acordo com
estudos sobre o desenvolvimento cognitivo das crianças, há uma tradição que reconhece que
elas já são “pequenos cientistas”, que elas já vêm equipadas com o pacote de funções cognitivas
que tornam possível fazer ciência. É uma tradição que poderíamos remontar ao próprio Piaget,
na qual vê a criança como um pequeno cientista explorando sistematicamente seu entorno,
formulando e comprovando hipóteses sobre ele e construindo, assim, seu conhecimento
científico intuitivo.
O projeto surge da necessidade e desejo de adentrar pelo universo das ciências e tem
como foco principal o eixo temático Natureza e Sociedade, porém também contemplará outros
eixos. Faz-se necessário possibilitar aos alunos vivências e situações experimentais do cotidiano,
possibilitar o contato com fenômenos físicos e naturais, alimentando a postura investigativa e o
pensamento hipotético.

OBJETIVO GERAL:
 Construir o conhecimento científico ao propor a criança atividades que as levem a
explorar, elaborar e comprovar hipóteses, experimentar, criar, investigar elementos da
natureza, além de compartilhar, interagir e conviver com o outro.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS:
 Estimular a postura investigativa e o pensamento hipotético das crianças, aguçar a
curiosidade;
 Descobrir o que faz um cientista;
 Reconhecer através de observações e experimentos, certas regularidades dos fenômenos
físicos e naturais, identificando os contextos nos quais ocorrem, relacionando com sua
maneira de viver, ver e representar o mundo.

Validar e quantificar o que muitos já sabem e ou observaram;
 Expressar suas ideias, sensações e descobertas, ampliando suas significações e formas de
explicar o mundo.
 Mostrar lados positivos e negativos da ação do homem e preservar a natureza;
 Trabalhar de forma multidisciplinar diversos conteúdos.

METODOLOGIA:
Para dar início ao projeto, serão exibidos vídeos: “Show da Luna” e “Sid o pequeno
Cientista”, (explorar o conteúdo e definir alguns termos: cientista, experiência…). As
experiências científicas deverão fazer parte dos conteúdos estudados em sala de aula onde os
alunos possam vivenciar o seu aprendizado teórico na prática. Uma vez por mês, a professora e
os alunos realizarão um experimento apropriado ao planejamento e que explore os eixos e áreas
de conhecimento.

AVALIAÇÃO:
A avaliação deverá ser contínua, participação e registro das crianças/ socialização nas
coordenações.

AS CORES

         Descobrindo cores: realizar a mistura das cores primárias para levar os alunos a descobrirem a
formação de outras cores.
         Cor dentro de cor: observar o desdobramento das cores secundárias ao serem misturadas á
água.

O AR
         Por todos os lados: fazer com que os alunos percebam a existência do ar ao nosso redor e sua
importância para a sobrevivência dos seres vivos.
         Percebendo o calor: perceber que o calor do sol é absorvido de maneiras diferentes por cores
claras e por cores escuras; perceber que o calor do sol expande o ar e que o frio o contrai; trabalhar a
exploração, o ouvir e expor ideias.
         Ao sabor do vento: possibilitar aos alunos o estudo acerca das propriedades do ar.
Propriedades do Vento
-Para onde o vento vai?
– A velocidade do vento.
– A força do vento;
-O ar tem peso?

 A ÁGUA

         Ciclo da água: despertar a consciência ecológica dos alunos por meio do estudo sobre o ciclo da
água.
         Estados físicos da água: observar os estados físicos da água e como a temperatura contribui
para esse processo. Realizar uma experiência com cada estado físico da água:
-sólido
-líquido
-gasoso

DESENVOLVIMENTO

1-PRIMEIRA ETAPA / COR
Experiência :Descobrindo cores

Objetivo: realizar a mistura das cores primárias para levar os alunos a descobrirem a formação de
outras cores.

Materiais e recursos utilizados:
         Tinta guache amarela azul e vermelha;
         Papel A3
         Registro individual (desenho);
         Registro com fotos;
         Relatório da experiência (produção coletiva);
         Exposição da pintura realizada na experiência;

Colocando em prática- Pintar a palma da mão das crianças com cores diferentes e pedir que elas
encostem-se à palma da mão de outra criança para formar uma nova cor.

Experiência : Cor dentro de cor

Objetivo: observar o desdobramento das cores secundárias ao serem misturadas á água
Materiais e recursos utilizados:
         Canetinhas nas cores azul, amarelo, vermelho, alaranjado, verde e roxo;
         Copos descartáveis transparente;
         Água;
         Registro individual (desenho);
         Registro com fotos;
         Relatório da experiência;

Colocando em prática- Escrever num filtro de coar café descartável utilizando canetinhas de cores
primárias e secundárias. Colocar o filtro num copo descartável e acrescentar um pouquinho de água.
As cores primárias borraram o filtro com apenas a cor da canetinha utilizada. As secundárias borraram
o filtro com as cores primárias que formam a cor secundária.

2- SEGUNDA ETAPA / AR

Experiência: Respiração

Objetivo: fazer com que os alunos percebam a existência do ar ao nosso redor e sua importância para
a sobrevivência dos seres vivos.

Atividade diagnóstica:
Reunir as crianças numa roda e fazer o levantamento acerca dos conhecimentos que elas trazem
sobre o ar.

Materiais e recursos utilizados:
         Saquinhos plásticos transparentes;
         Registro individual (desenho);
         Registro com fotos;
         Relatório da experiência;

Colocando em prática- Solicitar que as crianças relaxem e respirem fundo, deixando o ar entrar pelo
nariz e sair pela boca. Fazer o exercício algumas vezes de maneira tranquila e calma. Em seguida
solicitar que coloquem a mão direita próxima ao nariz e a esquerda sobre o peito para sentir a
movimentação. Questionar se estão sentindo a entrada e a saída de ar do corpo.
Distribuir um saquinho de papel transparente para cada aluno e pedir que assoprem para enchê-lo.
Questionar porque o saquinho ficou gordinho. O professor deverá manter o seu saquinho vazio para
que as crianças façam a comparação, em seguida deverá enchê-lo também. Realizar as anotações
sobre as observações e conclusões a que chegaram.

Experiência: Percebendo o Calor

Objetivo: perceber que o calor do sol é absorvido de maneiras diferentes por cores claras e por cores
escuras; perceber que o calor do sol expande o ar e que o frio o contrai; trabalhar a exploração, o ouvir
e expor ideias.

Materiais e recursos utilizados:
         Balões;
         Fita adesiva;
         Duas garrafas pet;

         Tinta acrílica preta e branca;
         Registro individual (desenho);
         Registro com fotos;
         Relatório da experiência;



Atividade diagnóstica- reúna as crianças em uma roda de conversa e investigue o que sabem a
respeito do sol e do calor que ele libera. Leve-as a perceber que este grande astro não só ilumina a
terra, mas também nos aquece e que essa luz é recebida de maneira diferente pelos materiais. Os
mais escuros a absorvem mais calor que os mais claros.

Colocando em prática- Pinte duas garrafas pet, uma com tinta branca outra com tinta preta. Retire as
tampas das garrafas e questione as crianças o que tem dentro de cada uma. Prenda um balão ao
gargalo de cada garrafa e fixe com fita adesiva. Leve as crianças para uma área externa da escola
onde bata sol. Coloque as crianças à sombra para que possam observar o que vai acontecer. Deixe as
garrafas ao sol por no mínimo 10 minutos, em seguida questione as crianças o resultado da
experiência. Em sala de aula organize as crianças em círculo para uma conversa sobre a experiência,
questionando o porquê do resultado para que elas cheguem a uma conclusão e aproveitar para
construir o relatório coletivo da experiência. O registro individual será realizado no caderno, por meio
de desenho.

Propriedades do Ar
Objetivo: possibilitar aos alunos o estudo acerca das propriedades do ar: direção, velocidade e força
vento.

Experiência: Para onde o vento vai?  

Materiais e recursos utilizados
         Barbante;
         Cola colorida;
         Copo plástico descartável de 500 ml;
         Papel crepom;
         Tesoura e vareta usada em pipa;
         Registro individual (desenho);

         Registro com fotos;
         Relatório da experiência;

Colocando em prática: corte a base do copo e pinte-o com cola colorida. Faça quatro furos ao redor
da boca do copo com distâncias iguais. Separe dois pedaços de barbante de 60 cm cada e amarre a
ponta de cada um nos furos de modo que fiquem paralelos. Cole três tiras de 20 x 2 cm de papel
crepom na parte de baio do copo. Uma os barbantes e amarre-os na ponta da vareta. Coloque a vareta
em um balde ou em uma garrafa pet com areia e deixe numa área externa da escola para que as
crianças observem e percebam para qual lado o vento está soprando. Em sala de aula construir um
relatório coletivo e realizar um registro individual por meio de desenho.

Velocidade do Vento /  Cata-Vento

Materiais e recursos utilizados
.Canudo grosso ou espetinho de churrasquinho
•Cartolina
• Régua
• Lápis
• Tesoura
• Cola
• Alfinete, tachinha ou arame. * Há um alfinete para artesanato que não tem a ponta fininha e é flexível
o que torna o acabamento mais fácil de fazer.
         Relatório coletivo;
         Registro por meio de fotos e desenhos individuais;

Colocando em prática: Desenhe um quadrado na cartolina (+- de 25 cm, para cada lado), pinte ou
faça colagem neste quadrado. Trace as linhas diagonais do quadrado, formando um “X”. Corte com a
tesoura estas linhas até uma distância de 1,5 cm do centro, depois dobre uma ponta sim, outra não,
em direção ao centro. Prenda as pontas no centro do quadrado com o alfinete, tachinha ou pedaço de
arame. Prenda no canudo ou no espetinho e pronto!
Não utilize papel muito fino, para que o cata-vento fique bem firme.

A força do Vento – Carrinho Movido a Ar

Conversar com as crianças sobre a força do vento, seus benefícios e malefícios.

Materiais e recursos utilizados

         Canudos de refrigerante;
         Balão;
         Copinhos de café descartáveis;
         Fita adesiva;
         Palitos de churrasco;
         Papelão;
         Régua;
         Quatro tampas de garrafa pet;
         Tesoura;
         Canudinho ou tampa de caneta esferográfica;
         Relatório coletivo;
         Registro por meio de fotos e desenhos individuais

Colocando em prática: corte um retângulo de papelão de 7,5 x 12 cm, e na parte inferior de maneira
centralizada recorte um v de 1,5 cm de lado. Corte dois canudos de refrigerante de 8 cm, cole-os com
fita adesiva no papelão, a 2,5 cm das bordas. Fure de forma centralizada as quatro tampinhas de
plástico e corte dois palitos de churrasco de 11 cm cada. Introduza os palitos nos canudos colados no
papelão e encaixe as rodas deixando a parte aberta das tampas para fora. Vire a peça deixando os
eixos para baixo. Corte um retângulo de 5 x 4 cm, dobre 2 cm na lateral maior e cole essa dobra na
base, a 5 cm  do lado no qual foi feito o picote. Encaixe um balão em uma extremidade de um canudo
de 8 cm e prenda com fita adesiva. Posicione o canudo com o balão no topo e prenda-o na peça de
papelão com a ponta do canudo encaixando no v que foi picotado anteriormente. Encha o balão pela
ponta do canudo, tampe-a com o dedo indicador, coloque a peça no chão para o carrinho andar.
Promover uma corrida de carrinhos, ao final da brincadeira pergunte quem chegou primeiro e por quê.
Leve-os a compreender que o balão que estava mais cheio chegou primeiro, pois tinha mais ar. Anote
as conclusões em um registro coletivo e realizar o registro individual por meio de desenho.

O Ar tem Peso? – Balança

Materiais e recursos utilizados
         Barbante;
         Dois balões;
         Cabide;
         Régua;
         Tesoura;

Colocando em prática- Convide as crianças para uma roda de conversa. Questione o que já
aprenderam a respeito do ar. A seguir questione sobre se o ar tem peso ou não. Convide-os a realizar
uma experiência: construir uma balança para descobrir se o ar tem peso ou não. Amarre um pedaço de
barbante de 80 cm de cada lado do cabide. Encha bem um balão e prenda em um dos barbantes. No
outro amarre uma vazia. Faça várias experiências utilizando balões com diferentes quantidades de ar e
com balões com quantidades iguais. Registrar as conclusões em um relatório e a seguir realizar o
registro individual por meio de desenhos.

3- TERCEIRA ETAPA: ÁGUA

Ciclo da água
Objetivo: despertar a consciência ecológica dos alunos por meio do estudo sobre o ciclo da água.

Materiais e recursos utilizados
         Roda de conversa: importância da água, utilização de forma consciente;
         Vídeo: ciclo da água;
         Registro individual em forma de desenho;

Experiências:  Estados físicos da água: observar os estados físicos da água e como a temperatura
contribui para esse processo.

Estado gasoso: experiência com garrafa térmica

Materiais e recursos utilizados
         Garrafa térmica;
         Garrafa pet;

         Tesoura;
         Plástico filme;
         Água quente;
         Relatório coletivo;
         Registro individual com desenho;

Estado gasoso: roupas no varal / atividade para casa

Objetivo: observar como ocorre a mudança do estado líquido para o gasoso e como a temperatura
pode influenciar neste processo.

Materiais e recursos utilizados
           Peças de roupa molhadas;
         Ambiente com sol e ambiente sem sol;
         Varal;
         Relatório coletivo aluno e família;
         Registro do aluno por meio de desenho

Fique sempre bem informado,

 

INSTAGRAM com MAIS DE 21 MIL SEGUIDORES
TELEGRAM
 
GRUPO NO FACEBOOK COM MAIS DE 37 MIL MEMBROS
 
Canal no YouTube 

Canal Tia Tati Maluquinha clique aqui

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
Pinterest
WhatsApp

Deixe uma resposta

Categorias
Parceiras
Visitas
free website counter html code

Coruja Pedagógica © - Todos Direitos Reservados.

Importante: Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes.